7 de agosto de 2015

Teatro Municipal de Uberlândia recebe espetáculo ‘Callas’ neste fim de semana

Ingressos estão à venda na Greta Cauê Maison e no site www.megabilheteria.com





Paris, 15 de setembro de 1977, um dia antes do falecimento, Maria Callas vai ao encontro do jornalista e amigo John Adams para ajudar na organização da abertura de uma exposição sobre sua vida e carreira. 
Entre figurinos, joias, quadros, discos e imagens, a cantora lembra da sua trajetória gloriosa no mundo lírico e aos poucos vai se desarmando, tira a máscara e mostra o abismo que sempre existiu entre a diva do palco e a mulher do dia a dia. 
Fala da carreira de sucesso, do fim do casamento, do conturbado relacionamento com Aristóteles Onassis, da morte do filho, entre outros assuntos que surgem no decorrer do encontro. 
Nesta trama autobiográfica, escrita por Fernando Duarte e dirigida por Marília Pêra, quem empresta autoridade e beleza para interpretar Maria Callas é a atriz Silvia Pfeifer que, no palco, realiza cinco trocas de figurino, provando cópias fiéis dos vestidos que Callas vestiu em óperas famosas. “O que o público acompanha é uma espécie de documentário ao vivo que dura 62 minutos e no qual aparecem filmes, fotos e a própria voz de Callas”, conta Marília Pêra sobre a peça que mistura drama, tragédia e comédia. 
Marília ainda afirma: “Quem já conhece a história de Maria Callas mesmo assim ficará surpreso e emocionado com revelações que o grande público desconhece, e quem não a conhece, saberá muito sobre a vida e obra desta mulher incrível”, disse.

Mais sobre Maria Callas
Uma mulher que, por amor, esteve disposta a renunciar à sua maravilhosa voz. Era “La Divina Callas”, a imperatriz do Bel Canto, e deixou como herança uma voz imortal. Nada se compara ao poder de sua voz. A diva das divas, única, uma força da natureza. A indomável Callas, geniosa, intempestiva, era regida pelos sentimentos. Em 16 de setembro de 1977, o mundo perdeu Maria Callas aos 53 anos, vitima de um ataque cardíaco. Sua história de vida foi tão dramática quanto as personagens que interpretou nas óperas. A maior soprano da história e um dos maiores mitos do século XX, que teve sua vida marcada por glórias e tragédias, teria 92 anos hoje. Ela revolucionou a história da ópera e é considerada a maior cantora lírica de todos os tempos. Callas foi vítima do estrelato e sua trajetória mostra como os sonhos se constroem e se desfazem ao longo da vida. 

Serviço:
O quê: ‘Callas’ com Silvia Pfeifer e Cássio Reis (direção: Marília Pêra)
Quando: Sábado (08/08 - 21h) e Domingo (09/08 – 19h)
Onde: Teatro Municipal de Uberlândia – Av. Rondon Pacheco, 1515 – (34) 3235-1568
Ingressos(R$ 80,00 – inteira / R$ 40,00 – meia)à venda na Greta Cauê Maison – Av. Rondon Pacheco, 1413– (34) 3231-5151– ou pelo site: www.megabilheteria.com –Aceita-se Vale-Cultura da Sodexo, e clientes Brasil Prev e Renner têm 50% de desconto na compra de até dois ingressos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog