10 de junho de 2013

Projeto Ideias Incontidas apresenta novidades em 2013
Pela primeira vez, projeto conta com apoio de participantes como monitores mirins nas atividades de leitura e criação.

Monitora Gabriela e arte-educadora Ana Lopez. (Crédito: Douglas Luzz)

Este ano, o projeto de formação cultural desenvolvido com crianças e adolescentes alunos de escolas públicas da região leste de Uberlândia, Ideias Incontidas vem com uma novidade. Participantes das edições anteriores voltam ao projeto, na função de monitores mirins, para apoiar atividades com novos integrantes.

“É a primeira vez que temos participantes desempenhando ações de apoio nesse projeto. Em 2012, eles lideraram grupos de criação de texto e participaram ativamente da produção do livro. Agora, voltaram motivados a participar das oficinas e demonstraram interesse em conduzir atividades de leitura e criação com os colegas da turma, se envolver nos processos de comunicação e de organização do projeto”, explica a oficineira e arte-educadora do projeto, Ana Lopez.

Uma das monitoras mirins é Gabriela Borges Martins, de 12 anos, da Escola Estadual Lourdes de Carvalho. “Gosto muito de literatura. Para mim é um meio para expressar meus sentimentos e pensamentos. Quero, inclusive, ter a oportunidade de escrever um livro. No Ideias Incontidas, além desta possibilidade de me expressar, posso incentivar e ajudar as outras pessoas a escreverem e também a gostarem de ler”, aponta.

“Depois que iniciou no Projeto, ela melhorou muito seu comportamento e principalmente a auto-estima. Foi muito boa esta oportunidade de contato com o que ela gosta”, conta Juliana Soares Martins, mãe da garota.

Além de Gabriela, também são monitores: Davi Cotrin Ferreira, Ana Beatriz Delfino de Melo, Bruna Salvinea Lacerda Rodrigues, Aline Vitória Moreno da Silva, Kelly Kethelyn Souza de Jesus e Karen Vitória de Oliveira Couto.

Ideias Incontidas ano III

O Projeto Ideias Incontidas ano III é apresentado pelo Instituto Algar, realizado pela Associação EMCANTAR, em parceria com o Programa Algar Transforma, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Neste terceiro ano do Projeto, durante as oficinas, são realizadas contações de histórias, intervenções cênicas, momentos de leitura, rodas de conversa sobre gostos, medos e fatos cotidianos possíveis de se transformarem em boas histórias. “Esta é uma forma de ampliar o repertório cultural dos participantes, conhecer as expectativas e ver como eles percebem a literatura, além de estimulá-los a criar suas próprias histórias. Nestes primeiros meses, eles criaram biografias, contos de terror, aventuras e tirinhas”, destaca a arte-educadora.

Para 2013, os principais resultados esperados são a publicações de produções textuais na Internet e um livro. Além da realização de bate-papos literários entre os participantes e escritores de literatura infanto-juvenil e com alunos de escolas públicas.
As oficinas são desenvolvidas todas as terças e quartas-feiras, das 08h às 10h e das 14h às 16h, no Clube Cesag, na Rua Maria Augusta de Morais, 04, bairro Alvorada, em Uberlândia (MG). Conheça mais sobre Projeto pelo link www.ideiasincontidas.blogspot.com

Sobre o Instituto Algar

A Algar acredita que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor. É por isso que, desde 1994, o Grupo investe em programas sociais voltados à comunidade, com objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira. Essa decisão da Algar é operacionalizada, desde 2002, pelo Instituto Algar e reflete o compromisso com a sustentabilidade, que permeia todas as ações do Grupo. São três programas sociais* que juntos chegam a 16 cidades, 117 escolas, 6,7 mil alunos, 350 educadores e a participação voluntária de 570 associados da Algar. (*Dados referentes a 2012). Dentre eles, o Programa Algar Transforma, que atende 09 bairros de Uberlândia com objetivo de promover o desenvolvimento humano de alunos do ensino fundamental realizando ações de Educação Integral no contra turno escolar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog