1 de setembro de 2015

Trupe de Truões inicia projeto em Minas Gerais

Teófilo Otoni, Três Corações e Uberlândia serão cidades contempladas com espetáculos, mesas-redondas e intercâmbios.

Considerado um dos mais importantes grupos de teatro de Uberlândia (MG), a Trupe de Truões desenvolve a 13 anos projetos de montagem de espetáculos aliados à pesquisa e ao aprimoramento estético, com atividades de formação de público e espectador, formação de artistas e gestores culturais em sua cidade sede.
A partir de Setembro, o Grupo, que já conquistou diversos prêmios e participou de inúmeros festivais de teatro em todo o território nacional – incluindo o Circuito SESC Palco Giratório, considerado o maior projeto de circulação de Artes Cênicas da América Latina -, irá realizar em Teófilo Otoni, Três Corações e Uberlândia uma série de atividades, incluindo mesas-redondas, mini-cursos, intercâmbios e apresentações de espetáculos.
De acordo com o integrante da Trupe, Ricardo Augusto, as atividades fazem parte do projeto ‘Trupe de Truões: Uma Metodologia de Intercâmbio com Casa Aberta’, que conta com patrocínio da Petrobras através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.



“A proposta é a troca de conhecimento e o compartilhamento de experiências sobre produção e gestão entre grupos de teatro e audiovisual. Acreditamos que o encontro entre esses artistas que desenvolvem seu trabalho no interior do País pode fortalecer os projetos empreendidos por eles e contribuir para a permanência dos mesmos em suas cidades sedes, além de dar visibilidade perante suas comunidades”, diz Ricardo.
Posteriormente, todas as ações desenvolvidas neste projeto irão resultar em um vídeo documentário com foco na manutenção da memória institucional do grupo uberlandense e na produção de material de referência para a área. “A intenção é gerarmos uma Tecnologia Social para troca de saberes por meio do intercâmbio entre artistas e gestores de diferentes regiões do País e que investigam linguagens artísticas distintas. Para isso, iremos resgatar a memória do Programa de Intercâmbio Casa Aberta desenvolvido pela Trupe em Uberlândia há três anos, para compartilhar os procedimentos engendrados pelo Grupo no encontro com pares”, completa Ricardo.

Confira a programação:


Data - hora
Local - Cidade
Atividade
05/09 - 19h
Sede do Grupo In-Cena (Rua Francisco Sá, 129 – Centro -Teófilo Otoni / MG)
Mesa Redonda: A Importância do Intercâmbio e do Trabalho em Grupo
*Entrada Gratuita. Não é necessário fazer inscrição.
06/09 - 18h
CDL (Av. Dr. Luís Boali Pôrto Salman, 1370 - Centro) -Teófilo Otoni / MG)
Apresentação de ‘Trupe de Truões’ em ‘Ali Babá e os 40 Ladrões’
*R$10 (inteira) / R$5 (meia)
07/09 - 09h às 12h e 14h às 18h
Sede do Grupo In-Cena (Rua Francisco Sá, 129 – Centro –Teófilo Otoni / MG)
Intercâmbio: troca de experiências artísticas e modos de produção entre os grupos Trupe de Truões e In-Cena
*Essa atividade é exclusiva para os grupos
09/09 - 19h
Auditório da Escola do Legislativo (Av. Quinto Centenário do Brasil, 1010. Santa Tereza) – Três Corações / MG)
Mesa Redonda: A Importância do Intercâmbio e do Trabalho em Grupo
*Entrada Gratuita. Não é necessário fazer inscrição.
11/09 - 9h às 12h e 14h às 18h
Colônia Santa Fé – Três Corações / MG)
Intercâmbio: troca de experiências artísticas e modos de produção entre Trupe de Truões e o Ponto de Cultura Museu da Oralidade
*Essa atividade é exclusiva para os grupos
12/09 - 18h
Auditório da Escola do Legislativo (Av. Quinto Centenário do Brasil, 1010. Santa Tereza – Três Corações / MG)
Apresentação de ‘Trupe de Truões’ em ‘Ali Babá e os 40 Ladrões’
*Entrada Gratuita.
19 e 20/09 – 20h
Ponto dos Truões (Av. Ana Godoy de Souza, 381 - Santa Mônica - Uberlândia / MG)
Apresentação de Mito 8 em ‘Por ti não importa matar ou morrer’
*R$10 (inteira) / R$5 (meia)
26 e 27/09 – 20h
Ponto dos Truões (Av. Ana Godoy de Souza, 381 - Santa Mônica - Uberlândia / MG)
Apresentação de ‘Confraria Tambor’ em ‘O Grito’
*R$10 (inteira) / R$5 (meia)
03 e 04/10 – 20h
Ponto dos Truões (Av. Ana Godoy de Souza, 381 - Santa Mônica - Uberlândia / MG)
Apresentação de ‘Grupontapé de Teatro’ em ‘Por de Dentro’
*R$10 (inteira) / R$5 (meia)


Educadores de Uberlândia participam do Projeto Lúdico do Lixo

Atividades, que tem objetivo de multiplicar ideias de preservação ambiental em sala de aula, acontecem nos dias 03 e 17 de Setembro, das 13h30 às 17h30, na Oficina Cultural.

Cerca de 30 educadores do Ensino Infantil e 1º e 2º anos do Fundamental de Uberlândia estão participando do Projeto Lúdico do Lixo, que tem o objetivo de sensibilizá-los para conscientização ambiental, tornando-os multiplicadores de ideias para a preservação do meio ambiente e melhoria da qualidade de vida da sociedade.
O Projeto é uma iniciativa do Instituto Alexa - que atua na região do Triângulo Mineiro com ações de promoção da integração entre educação, cultura e cuidados com o meio ambiente.
Em Uberlândia, neste ano, o Projeto Lúdico do Lixo está sendo desenvolvido pelo Grupo EMCANTAR, que soma 18 anos de experiência em projetos de formação em artes, cultura e meio ambiente, com mais de 30 mil pessoas envolvidas, especialmente, educadores, crianças e adolescentes de regiões periféricas.



Sensibilizar, conscientizar, multiplicar
De acordo com Ana Paula Rabelo, coordenadora do EMCANTAR que irá ministrar a oficina desta quinta-feira (03/09), esta será a terceira atividade realizada com este grupo de educadores, aos quais serão oferecidas ferramentas de conscientização ambiental para serem trabalhadas com alunos em sala de aula.
“Será um momento para reflexão sobre a forma de abordar os problemas ambientais, partindo de atitudes individuais. Além disso, vamos oferecer aos educadores sugestões, dinâmicas e textos que podem ser trabalhados em sala de aula, com o intuito de contribuir para pequenas mudanças que podem ser praticadas no dia-a-dia e que fazem diferença na preservação de recursos naturais e no cuidado com o ambiente compartilhado”, explica Rabelo.
Neste mês, ainda haverá mais uma oficina para os educadores, que acontecerá no dia 17 de Setembro. Ao todo, serão oito módulos que acontecerão na Oficina Cultural de Uberlândia.

Serviço:
O quê: Educadores de Uberlândia participam de oficina ambiental
Quando: 03 e 17/09 das 13h30 às 17h30
Onde: Oficina Cultural de Uberlândia – Praça Clarimundo Carneiro, 204 – Fundinho - Uberlândia

Alunos de escolas públicas irão ao Teatro Municipal de Uberlândia

Evento será na próxima quinta-feira (03) às 16h. Eles irão assistir ao Concerto Cores dos Sons do Coral do Cerrado.

Cerca de 600 alunos de escolas públicas de Uberlândia irão ao Teatro Municipal nesta quinta-feira (03/09) às 16h para assistirem à apresentação do concerto ‘Cores dos Sons’, do Coral do Cerrado.
Entre eles, estarão cerca de setenta alunos do setor leste da cidade, que frequentam as Oficinas de Audiovisual do ‘Projeto Tecnologia Escutatória’, e as ‘Oficinas de Artes Cênicas’, realizadas pelo EMCANTAR com apoio do Instituto Algar, no Clube Cesag, no bairro Alvorada.
Segundo a arte-educadora do EMCANTAR, responsável pelas Oficinas de Audiovisual, Aline Miguel, a ida ao Concerto é uma oportunidade para os alunos ampliarem o olhar por meio de outras linguagens artísticas.
“Assistir ao Coral do Cerrado enriquecerá ainda mais o olhar dos nossos alunos, que estão voltados neste momento para a produção de curtas-metragens que muito em breve serão apresentados à comunidade. Inclusive, algumas produções podem ser vistas no blog: www.tecnologiaescutatoria.blogspot.com.br”, conta a arte-educadora do EMCANTAR.
Já para Luciene Andrade, responsável pelas Oficinas de Artes Cênicas, o passeio será mais do que importante para os seus alunos, porque eles estão se preparando para várias apresentações públicas. “Assistir a apresentações artísticas é, além de uma oportunidade de ampliação do repertório cultural, um estímulo ao desenvolvimento artístico dos alunos, que nos próximos meses subirão ao palco”, diz Luciene.
Tanto o Projeto ‘Tecnologia Escutatória’ quanto o ‘Transforma – Oficinas de Artes Cênicas’ são viabilizados pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, e desenvolvidos pelo EMCANTAR no bairro Alvorada em parceria com o Programa Transforma do Instituto Algar.



Concerto terá mais uma sessão aberta ao público neste dia 03/09 às 20h
O Coral do Cerrado também é um projeto cultural viabilizado com o patrocínio da Algar, por meio do Ministério da Cultura. Existe desde 2012 com uma equipe composta por 21 coralistas que
desenvolvem seus ensaios no Anfiteatro Alexandrino Garcia, na empresa Algar Tech.
Além da apresentação para estudantes às 16h, neste dia 03 de Setembro, o Coral fará também uma sessão aberta ao público às 20h. Os convites podem ser retirados na bilheteria do Teatro Municipal, de segunda à sexta-feira, das 12h às 18h, e no dia do evento das 12h às 20h.

Mais sobre o EMCANTAR
É um grupo que há 18 anos trabalha com Arte e Educação. Na vertente artística, já lançou cinco álbuns: EMCANTAR (1999), MUTIRÃO (2003), PARANGOLÉ (2009), ESCUTATÓRIA (2012) e ENTREDENTES (2013). Além disso, realizou mais de 800 apresentações para mais de 250 mil pessoas de diversas cidades do Brasil, e acaba de retornar dos Estados Unidos, onde fez sua primeira apresentação internacional. Na área educacional, desenvolve projetos de formação em artes, cultura e meio ambiente, através dos quais já envolveu mais de 30 mil pessoas, especialmente, educadores, crianças e adolescentes de regiões periféricas. Para saber mais, acesse: www.emcantar.org

Mais sobre o Instituto Algar
A Algar acredita que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor. É por isso que, desde 1994, o Grupo investe em programas sociais voltados à comunidade, com objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira. Essa decisão da Algar é operacionalizada, desde 2002, pelo Instituto Algar e reflete o compromisso com a sustentabilidade, que permeia todas as ações do Grupo. São quatro programas sociais* que juntos chegam a 24 cidades, 70 escolas, 3.400  alunos, 200 educadores e a participação voluntária de 800 associados da Algar. (*Dados referentes a 2014). Dentre eles, o Programa Transforma, que atende 09 bairros de Uberlândia com objetivo de promover o desenvolvimento humano de alunos do ensino fundamental e médio realizando ações de Educação Integral no contra turno escolar.

27 de agosto de 2015

Prefeitura de Uberlândia realiza sorteio de casas nesta sexta (28)


A Prefeitura de Uberlândia, em parceria com a Caixa Econômica Federal e as construtoras PDCA ENGENHARIA e Castroviejo, lançou, em Julho deste ano, três novos empreendimentos com um total de 1.440 casas.
As moradias fazem parte do 1° empreendimento horizontal da cidade para famílias incluídas na Faixa II do programa Minha Casa, Minha Vida (renda mensal acima de R$ 1.600 até R$ 3.275).
Nesta sexta-feira (28), às 9h, haverá, no Auditório Cícero Diniz, no Centro Administrativo da Prefeitura Municipal, o sorteio de 87 destas casas, para famílias que se cadastraram na Secretaria de Habitação e já passaram por avaliação de renda.
As casas que serão sorteadas fazem parte de um dos três empreendimentos anunciados: o Residencial Monte Hebron VI, que fica próximo ao Jardim Célia e será composto no total por 140 unidades de: dois quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e vaga de garagem coberta com pergolado, em lotes de 200 m².
O evento de sorteio das casas contará com a presença do Prefeito Gilmar Machado; do Secretário de Habitação, Delfino Rodrigues; do Gerente de Processos da PDCA ENGENHARIA, Jacksandro Oliveira Lima; entre outras autoridades.




Mais sobre a PDCA ENGENHARIA
Com 20 anos de atuação no mercado, a PDCA ENGENHARIA foi responsável por grandes obras comerciais e industriais em Uberlândia. Nos últimos anos, com foco na Habitação, construiu e entregou mais de 12 mil casas populares. Com equipes altamente qualificadas que buscam incessantemente inovação com tecnologia e sustentabilidade, a empresa utiliza hoje um sistema construtivo industrializado que garante melhor custo e qualidade, além de menor prazo de entrega e menor impacto ambiental. Acesse: www.pdcaeng.com.br

Serviço:
O quê: Sorteio de casas do Residencial Monte Hebron VI
Quando: sexta-feira (28/08) às 9h
Onde: Auditório Cícero Diniz (Centro Administrativo)

26 de agosto de 2015

‘Ensina-me a Viver’ reacende memórias de Uberlândia

Dona Chiquinha e Carlos Guimarães Coelho protagonizaram a montagem dirigida por Roberto Rezende nos anos 80. Ivens Tilman, Sumaya Mattar, Geraldo Rezende Júnior, Denise Brito, Tânia Mendonça, Euler Martins Cardoso, entre outros, faziam parte do elenco.


O estrondoso sucesso que o filme e o livro de Collin Higgins, ‘Harold na Maude’, fizeram na década de 80 em todo o mundo é algo que ressoa e se multiplica com o passar das décadas, demonstrando a força de uma obra de arte atemporal.
É assim que “Ensina-me a Viver”, estrelado por Glória Menezes e Arlindo Lopes, chega ao Teatro Municipal de Uberlândia entre 17 a 20 de Setembro: envolvido em uma atmosfera de sonho, resgatando memórias e vínculos afetivos.
“Na década de 80, quando a 1ª versão brasileira de ‘Harold e Maude, Ensina-me a Viver’, estreava no Rio de Janeiro, dirigida por Domingos de Oliveira, com Diogo Vilela e Henriette Morineau nos papeis títulos, por aqui, em Uberlândia, no palco do Teatro Rondon Pacheco, coincidentemente, também estreávamos a mesma peça”, recorda o jornalista e produtor cultural Carlos Guimarães Coelho que, além de assinar a adaptação na época, fazia o papel principal de Harold ao lado da lendária Francisca Garcia de Souza, mais conhecida como Dona Chiquinha, já falecida.
Sumaya Mattar, que na época interpretou a senhora Chasen, mãe de Harold - uma milionária, fútil, fria, controladora, que não demonstrava afeto e ficava indiferente às inúmeras tentativas do filho de chamar sua atenção - hoje é professora de Arte-Educação na Universidade de São Paulo (Eca-Usp) e também relembra com carinho o que viveu em Uberlândia.
“Foi uma experiência única e muitíssimo especial, porque éramos jovens com uma vontade enorme de fazer teatro e que se iniciavam com uma mulher incrível - dona Chiquinha - a Maude! - para quem tudo era possível, desde que com muito trabalho e dedicação”, conta.
Mattar recorda ainda como, já em idade avançada, Dona Chiquinha trabalhava arduamente (vendendo salgadinhos, fazendo manicure, entre outros) para realizar suas peças, e conciliava, sabe-se lá como, a vida do dia a dia, de dona de casa, com a de atriz e diretora de grupo de teatro, rodeada de jovens.
“Foi um aprendizado único num momento decisivo da vida. Dona Chiquinha não nos ensinou só a trabalhar, nos ensinou, especialmente, a sonhar juntos e a ver a arte como um campo possível de realização destes sonhos”, ressalta Mattar.
Ivens Tilman que fazia dois papéis na peça, conta que o grupo realizou várias apresentações na cidade e também no Teatro Vianinha, em Ituiutaba. “Foi realmente maravilhoso trabalhar com aquela equipe. Nunca esquecerei Dona Chiquinha”, afirma Tilman, para quem reviver esta história com Glória Menezes não tem preço. “Estou ansioso para chegar o dia. Tenho certeza de que será maravilhoso ver essa atriz tão brilhante, tão entregue ao teatro, no papel de Maude”, diz.
Com a vinda da nova versão da peça para Uberlândia, outra grande figura que ressurge é o também falecido, Roberto Rezende, o qual empresta nome ao teatro de bolso da Oficina Cultural de Uberlândia devido à importância que teve para o teatro e a produção cultural da cidade.
Foi ele quem dirigiu a adaptação na década de 80, que contou também com os atores: Geraldo Rezende Júnior, Denise Brito, Tânia Mendonça, Euler Martins Cardoso, entre outros. 
Para Carlos Guimarães, que viveu tudo isso há alguns anos e agora é o responsável por ‘Ensina-me a Viver com Glória Menezes’ em Uberlândia, esse trabalho tem um prazer maior do que os demais.
“Foi muito emocionante assistir essa nova versão no Rio de Janeiro. Um passeio no tempo. Relembrei de muita gente e é claro de algumas pessoas da nossa equipe que já não vivem mais. Tenho orgulho de estar viabilizando isso, não só pela qualidade do que o público vai ver, mas também por estar resgatando um pouco de nossa história”, acrescenta Guimarães.

Mais sobre a peça em Uberlândia
A montagem de “Ensina-me a Viver”, que estará em cartaz entre 17 e 20 de Setembro no Teatro Municipal de Uberlândia, conta com Arlindo Lopes e Glória Menezes nos papéis principais de Harold and Maude. Além deles, Ângela Dip, Elisa Pinheiro, Márcio Vitto, Verônica Valentim, Guilherme Siman, Walisson de Souza e Jamil Kubruk integram o elenco dirigido por João Falcão, considerado um dos melhores diretores brasileiros de teatro da atualidade. Durante sua 1ª turnê, a peça, que foi baseada na tradução inédita de Millôr Fernandes, percorreu 26 cidades, com público de mais de um milhão de espectadores, e conquistou vários prêmios, tendo sido, inclusive, recordista em indicações para o Prêmio da APTR. Além dos atores, os cenários, figurinos e trilha sonora são pontos altos do espetáculo, que equilibra elegância, humor e emoção ao retratar a história de amor entre uma jovem senhora de 80 anos apaixonada pela vida e um senhor de quase 20 anos obcecado pela morte.

Serviço:
O quê: ‘Ensina-me a Viver’ com Glória Menezes e Arlindo Lopes
Quando: 17 a 19/09 (21h) e 20/09 (18h)
Onde: Teatro Municipal de Uberlândia – Av. Rondon Pacheco, 7070 – (34) 3235-1568
Ingressos no site www.megabilheteria.com; na bilheteria do Teatro das 12h às 18h; nas lojas Provanza (Supermercado D´Ville - Av. Getúlio Vargas - e Shopping Via Centro); na Agência Lazer Tur (Av. Rondon Pacheco, 1756)
Preços: 17/09 - R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) // 18/09 – R$100 (inteira) e R$ 50 (meia) // 19 e 20/09 – R$120 (inteira) e R$ 60 (meia)
Promoção: As primeiras 500 pessoas a comprarem ingressos ganharão o livro ‘Nau à Deriva, o Teatro em Uberlândia de 1907 a 2011’, do jornalista e produtor cultural, Carlos Guimarães Coelho.

25 de agosto de 2015

Tau Brasil (BH) apresenta-se no Quintal da Dê nesta semana

Além disso, tem Projeto ao Cubo, de Uberaba, e Venosa Acústico, entre as atrações.


O bar e restaurante, Quintal da Dê – Sabor & Música, preparou uma programação e tanto para encerrar o mês de agosto com estilo e, claro, com a casa cheia.
Além da excelente gastronomia e atendimento, o público vai poder prestigiar apresentações de talentosos músicos da cidade, região e Belo Horizonte.

Confira:

Que tal começar a aproveitar o melhor happy hour da cidade já na TERÇA (25) degustando um buffet delicioso de caldo ao som de Fernando Cunha, que faz show Especial Zé Ramalho e outros clássicos da MPB?
Na QUARTA (26), tem Venosa Acústico com muito Rock’n Roll para balançar a semana no Dia Oficial do Chopp (R$3,90).
Na QUINTA (27), não vai faltar inspiração, nem Samba-Rock, Pop e MPB, no show de Leandro Rabelo e Xande Tannús, na 5ª por conta(5ª cerveja Itaipava Premium ou Brahma por conta da casa).
Na SEXTA (28), o Projeto ao Cubo, de Uberaba, é quem promete uma noite diferente ao som de Reggae, Samba Rock, Soul Music e Funk, na 6ª Original (6ª cerveja Original por conta da casa).
No SÁBADO (29), durante almoço (buffet completo: R$ 42,90/kg) tem show de Samba, Pop e MPB com a talentosíssima Hívia Floriano. Já para o happy hour, o Quintal da Dê apresenta pela primeira vez o super Quarteto do Rock & Flash Back: Neto Fog, Danilo Zoy, Jonathan Clifford e Erick Mororó.
No DOMINGO (30), o almoço (buffet completo: R$ 42,90/kg) será mais do que especial com a presença marcante de um dos maiores violeiros deste País: Tau Brasil, de Belo Horizonte. Premiado em 16 Festivais Brasileiros da Canção, o músico reúne, em um único espetáculo, toda a bagagem adquirida ao longo dos seus 23 anos de carreira, com músicas recheadas de história, que representam a vida simples do interior. “É um show que surpreende pela diversidade de ritmos como xote, baião, clássicos da música de raiz, e outros”, disse Tau Brasil sobre apresentação que fará no Quintal da Dê. O artista tem cinco CD’s lançados, entre eles ‘Pelas Ruas de Lisboa’, em que canta a sua passagem por Portugal entre 2004 e 2005.


Serviço – www.quintaldade.com.br

Terça a sexta: 17h às 23h, com música ao vivo das 19h às 23h.
Sábado: 12h às 23h, com música ao vivo das 12h às 15h, e das 19h às 23h.
Domingo: 12h às 15h com música ao vivo.
Endereço: Av. Francisco Galassi, 790 – Morada da Colina – Uberlândia (MG)
Delivery: (34) 3225-7004
Eventos: (34) 8872-2775 / eventos@quintaldade.com.br (falar com Graciele Mota)

24 de agosto de 2015

Trinta jovens de Uberlândia irão conhecer ações sustentáveis nesta terça (25)

Atividade faz parte do ‘Projeto Jovem Sustentável’ que, no mesmo dia, será premiado em São Paulo, durante 14º Prêmio Marketing Best Sustentabilidade. 

Foto: Douglas Luzz

O Projeto Jovem Sustentável é uma tecnologia da Fundação Alphaville e está sendo desenvolvido em Uberlândia pelo Grupo EMCANTAR, em parceria com o Instituto Algar, no Programa Transforma. 
Seu objetivo é formar líderes sociais para a multiplicação de soluções sustentáveis, através da oferta de workshops gratuitos nas áreas de Permacultura, Sustentabilidade, Coaching para Jovens, Comunicação e Uso de Mídias, Ecologia Profunda, entre outros.
Em Uberlândia, trinta jovens participam do Projeto neste semestre. 
Na próxima terça (25), eles farão uma visita guiada à ONG Ação Moradia, que é referência em empreendimentos comunitários solidários, em projetos de segurança alimentar e cidadania responsável.
De acordo com a educadora do Projeto Jovem Sustentável, Aline Miguel, a intenção da visita é apresentar aos jovens exemplos de gestão de organizações que aplicam a sustentabilidade, a economia solidária, entre outros princípios, além de ações práticas, métodos e técnicas utilizadas para reciclagem ou para produção do tijolo ecológico, por exemplo.

Mais barato, mais limpo, mais sustentável!
Para quem não sabe... o tijolo ecológico produzido na ONG Ação Moradia é menos prejudicial ao meio ambiente do que o convencional, não gasta madeira, não vai ao forno e não queima óleo diesel. É prensado com solo arenoso (85%) e cimento (11%), depois curado com água (4%) e secado naturalmente. Economiza 90% de cimento, 95% de areia, 100% de cal, 25% de ferragem, fazendo com que o custo da obra fique, em média, 35% mais barato. Não requer massa para levantar paredes, pois é de encaixe simples. Com dois furos internos, permitem instalações elétricas, eliminando necessidade de quebrar paredes. Além disso, seu uso permite redução de resíduos na obra, e sua produção segue as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, passando por testes de resistência à compressão e absorção de água.

Enquanto isso em São Paulo...
No mesmo dia em que os participantes do ‘Jovem Sustentável’ visitam a ONG Ação Moradia em Uberlândia, a Fundação Alphaville será premiada por este Projeto em São Paulo no 14° Prêmio Marketing Best Sustentabilidade, que tem o objetivo estimular, reconhecer, premiar e difundir exemplos de ações empresariais sustentáveis. 

Sobre a Fundação Alphaville
Pautada por quatro eixos de atuação (Resgate Histórico e Cultural, Movimento Pró-Consenso, Conservação Ambiental e Desenvolvimento Comunitário), atua há 15 anos como referência em desenvolvimento comunitário e geração de renda, com projetos desenvolvidos de forma a respeitar os talentos produtivos e tendências de cada localidade. Possui ações nas cinco regiões do Brasil, mais de 100 projetos desenvolvidos que beneficiaram mais de 180 mil pessoas.

Sobre EMCANTAR
Há 18 anos trabalha com Arte e Educação. Na vertente educacional, já envolveu mais de 30 mil pessoas em projetos de formação ligados ao meio ambiente, sustentabilidade, cultura e artes. Na vertente artística, já lançou cinco álbuns: EMCANTAR (1999), MUTIRÃO (2003), PARANGOLÉ (2009), ESCUTATÓRIA (2012) e ENTREDENTES (2013), e realizou mais de 800 apresentações para mais de 250 mil pessoas de diversas cidades do Brasil. Acesse: www.emcantar.org

Sobre o Instituto Algar
A Algar acredita que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor. É por isso que, desde 1994, o Grupo investe em programas sociais voltados à  comunidade, com objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira. Essa decisão da Algar é operacionalizada, desde 2002, pelo Instituto Algar e reflete o compromisso com a sustentabilidade, que permeia todas as ações do Grupo. São quatro programas sociais* que juntos chegam a 24 cidades, 70 escolas, 3.400 alunos, 200 educadores e a participação voluntária de 800 associados da Algar. (*Dados referentes a 2014). Dentre eles, o Programa Transforma, que atende 09 bairros de Uberlândia com objetivo de promover o desenvolvimento humano de alunos do ensino fundamental e médio realizando ações de Educação Integral no contra turno escolar.

Serviço:
O quê: Trinta jovens de Uberlândia irão conhecer ações sustentáveis na próxima terça (25) 
Quando: 25 de Agosto das 14h30 às 16h
Onde: ONG Ação Moradia - Rua Canoas nº 181, Morumbi – Uberlândia (MG)

Arquivo do blog